Sexta etapa Brasileiro de Motocross – Sábado

O piloto Milton Becker, o Chumbinho, foi quem se deu bem na primeira disputa deste sábado, 14, na categoria MX4, durante a 6ª Etapa do Brasileiro de Motocross. A competição está sendo realizada em São José-SC, no Motódromo Marronzinho.

Pódio MX4 menor

Nessa prova largaram 21 pilotos e durante a disputa não tiveram muitas mudanças de posições. Os quatro primeiros que largaram na frente permaneceram na mesma colocação até o final. São eles: Milton Becker, Erivelto Nicoladelli, Walter Tardin e Elton Becker, do primeiro ao quarto, respectivamente.

Chumbinho fez uma boa largada e abriu boa diferença.  “Esta é uma pista difícil de fazer ultrapassagens. Ainda bem que fiz uma boa largada, e consegui manter”, destaca o campeão da prova, Milton Becker. O piloto que lidera a categoria MX3, também tem a meta de vencer o Campeonato na MX4. Agora ele vai treinar forte para a próxima Etapa em Foz do Iguaçu-PR, nos dias 19 e 20 de outubro, e também para o Mundial de Veteranos nos Estados Unidos, no dia 2 de novembro, que vai participar pela primeira vez.

Esta corrida em São José marca a 2ª Etapa de cinco categorias: MX4, MXF, 230 Nacional e 50cc A e B. Na 1ª Etapa, em Carlos Barbosa-RS, em abril deste ano, Milton ficou em segundo. Quem chegou a frente foi o irmão dele, Elton Becker, que também espera terminar o Campeonato como campeão.

“Hoje cheguei em quarto, agora preciso mudar de tática para a próxima Etapa em Foz. Talvez o treino não foi correto, preciso largar melhor, perdi um pouco na largada e durante a prova não consegui imprimir um bom ritmo. Mas vou focar em Foz, ainda tem duas Etapas pela frente, ainda não está perdido”, conta Elton Becker.

No pódio foi feita uma homenagem ao piloto Júlio César Xavier, que morreu no dia 27 de agosto deste ano. O piloto corria no Campeonato Brasileiro de Motocross na categoria MX3 e ocupava a 6ª colocação na classificação.

Na categoria 65cc a disputa ficou ainda mais equilibrada. Leonardo Nunes e Renan Goto empataram na liderança do Campeonato Brasileiro de Motocross, com a prova deste sábado, 14, durante esta 6ª etapa da Competição, realizada em São José, Santa Catarina.

Pódio 65cc menor

Os dois pilotos chegaram a 99 pontos no Campeonato. Leo Nunes que até então estava sozinho na ponta chegou na 3ª colocação nesta etapa e Renan Goto que vinha logo atrás na classificação recebeu a bandeira quadriculada na 2ª posição. “Fiquei muito feliz com o resultado. Foi uma prova importante para me manter na briga do Campeonato”, afirma Renan Goto.

Os pilotos ainda têm três provas pela frente na Temporada, já que na 5ª etapa realizada em Lauro de Freitas, na Bahia, a disputa da categoria foi adiada devido a forte chuva que caiu na Bahia. A prova adiada será realizada na 8ª e última etapa que será em Goiás. “Eu vinha fazendo uma boa prova. Mas me desconcentrei nas costelas e cai. Com isso permiti que o Renan (Goto) encostasse na classificação. Mas ainda temos muitas provas pela frente e tem muitos pontos em disputa”, explica Léo Nunes.

Mas, o nome da prova foi Leo Cassarotti. O piloto se reencontrou com o lugar mais alto do pódio nesta 6ª etapa. “Larguei em 3º, mas consegui boas ultrapassagens até assumir a ponta. Depois mantive a concentração e comecei a abrir o que permitiu que eu pudesse respirar no fim da prova”, declara o vencedor da prova, Cassarotti.

Resultado 65cc:

1º – Leonardo Zequinao Cassarotti

2º – Renan Goto

3º – Leonardo Augusto Nunes

4º – Joseildo Ferreira Lopes Junior

5º – Tallys Nathan Silva

230

Na categoria Nacional 230cc houve mudanças de posições mesmo após o fim da prova. Dois pilotos que disputaram a prova neste sábado, 14, durante a 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross foram desclassificados.

caio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fabiano Nestor que cruzou a linha de chegada na primeira colocação foi desclassificado por usar disco de freio maior do que o original. Jacson Keil também correu com o flexível do freio adulterado, por isso perdeu a 3ª colocação que havia conquistado durante a prova.

Com as desclassificações, Marcos Guilherme de Lima, que havia chegado na segunda posição, e estava na vice-liderança da categoria, foi o vencedor da prova. Caio Lopes, que estava na liderança isolada da categoria, pulou da 3ª colocação para a 2ª, com o novo resultado. Agora os dois pilotos estão empatados na classificação geral da competição com 47 pontos.

“Estou muito feliz com a minha prova. Tive problemas na 1ª etapa desta categoria, em Carlos  Barbosa, mesmo assim consegui a segunda colocação. Agora consegui o meu objetivo que é estar na ponta”, afirma o vencedor da prova, Marcos Guilherme.

A categoria Nacional 230cc é disputada em quatro das oito etapas do Campeonato Brasileiro de Motocross. Já foram duas. Agora os pilotos vão encaram as etapas de Foz do Iguaçu (PR) e Senador Canedo (GO).  “Vou me prepara bem e treinar bastante para repetir a boa prova que fiz hoje. Espero buscar meu primeiro título nacional”, ressalta Marcos Guilherme.

Treinos cronometrados

Joaquim Rodrigues será o primeiro a entrar no gate neste domingo, 15, pela principal categoria do Campeonato, a MX1. O português conquistou o direito de escolher a posição de largada após fazer a volta mais rápida (1:33.853) nos treinos cronometrados realizados neste sábado, 14. O espanhol Carlos Campano fez o segundo melhor tempo (1:34.227), seguido por Rafael Faria (1:34.528).

Já na MX2, Paulo Alberto foi o mais rápido do dia com o tempo de 1:35.741. Hector Assunção fez a segunda volta mais rápida pela categoria (1:36.014), seguido por Anderson Cidade (1:36.318).

Confira os resultados de todos os treinos cronometrados no site da CBM: http://www.cbm.esp.br/noticias.php?idNoticia=2571.

A programação deste domingo, 15, começa às 8h com o warm up da MX3. A primeira prova do dia será às 10h com as mulheres entrando na disputa e a abertura oficial da etapa será às 11h.

A 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross tem a organização da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e realização da FCM (Federação Catarinense de Motociclismo). O Campeonato 2013 tem o patrocínio da Rinaldi, Honda, Yamaha, X Motos do Brasil, Petrobrás, Lubrax, IMS Racing, Peterlongo e Circuit. A etapa também tem como patrocinadores o Governo do Estado de Santa Catarina, Fundesporte, Fesporte, Prefeitura Municipal de São José, Fundação Municipal de Esportes de São José, Secretaria de Infraestrutura de São José, Grupo Geração e Destak Transportes.

Programação

DOMINGO 15/09/2013

WARM UP

08:00 às 08:15 MX3

08:20 às 08:35 MXF

08:40 às 08:55 50ccA e 50ccB

09:00 às 09:15 MX2

09:20 às 09:35 MX1

09:40 às 09:55 Junior

*PROVA 10:00 MXF – 15min + 2 voltas

*PROVA 10:30 50ccA e 50ccB – 10min + 2 voltas

ABERTURA OFICIAL 11:00

PROVAS

11:30 1ª Bateria MX2 – 30min + 2 voltas

12:15 1ª Bateria MX1 – 30min + 2 voltas

13:00 Junior – 20min + 2 voltas

14:00 MX3 – 20min + 2 voltas

15:00 2ª Bateria MX2 – 30min + 2 voltas

16:00 2ª Bateria MX1 – 30min + 2 voltas

Anúncios