Sexta etapa Brasileiro de Motocross – Domingo

MX1

Carlos Campano teve motivo em dobro para comemorar nesta 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, realizada neste fim de semana no motódromo Marronzinho – João Paulino da Silva Junior, em São José (SC).

O piloto venceu as duas baterias da MX1 no dia em que comemora 28 anos de idade. “Eu estava confiante há bastante tempo, mas não estava conseguindo bons resultados. Consegui andar bem na 1ª bateria e na 2ª prova a pista estava mais difícil. Mesmo assim conquistei a vitória. Agora é só comemorar”, afirma Campano.

Campano voltou a subir no lugar mais alto do pódio                                                                                        Foto: Kelson Rene/CBM

O espanhol é o atual campeão da categoria. Mas o ano não tem sido igual ao de 2012 para o piloto. Com o resultado desta 6ª etapa, Carlos Campano pulou para a 3ª colocação com 226 pontos. “Tem sido um ano bem difícil. O Campeonato está disputado, mas hoje acho que o meu trabalho deu resultado e consegui me reencontrar com o  lugar mais alto do pódio”, conta o atual campeão da categoria.

Mas, o resultado foi bom também para Adam Chatfield que conquistou duas importantes colocações (3º e 2º) e se igualou a Antonio Balbi Jr na classificação geral do Campeonato. Os dois pilotos agora estão empatados na liderança da categoria com 243 pontos.

Os pilotos ainda encaram duas etapas, em Foz do Iguaçu (PR), nos dias 19 e 20 de outubro, e Senador Canedo (GO), 9 e 10 de novembro, para saber quem será o campeão da categoria.

“Eu perdi para o Balbi nas últimas competições e agora voltei a andar na frente dele. Tenho consciência que as duas etapas finais serão muito importantes para definir que vai levar o título”, ressalta Chatfield.

Foto: Kelson Rene/CBM

1ª Bateria

A primeira bateria foi disputada do começo ao fim. Joaquim Rodrigues largou na frente, seguido por Carlos Campano, Rafael Faria, Ratinho Lima, Balbi Jr e Adam Chatfield.

Logo nas primeiras voltas Balbi Jr ultrapassou Ratinho Lima ao fazer o duplo. Chatfield que vinha logo atrás também conseguiu passar o Ratinho. Na briga pela ponta, o espanhol Carlos Campano ultrapassou o português Joaquim Rodrigues e disparou na frente.

A partir desse momento as atenções ficaram voltadas para a briga pela terceira colocação e também pela liderança do Campeonato. O líder Balbi Jr perdeu a posição para Chatfield, mas logo deu o troco. Passadas mais algumas voltas o inglês passou o líder novamente.

Com Campano tranquilo na frente, o ritmo de Chatfield e Balbi era tão intenso que os dois pilotos cruzaram a linha de chegada pressionando o português Joaquim Rodrigues, que terminou a prova em segundo lugar.

Na classificação, Balbi tinha uma vantagem de quatro pontos sobre Chatfield na liderança. Mas com o resultado da bateria, a diferença caiu para dois pontos.

Resultado:

1º – Carlos Campano

2º – Joaquim Rodrigues

3º – Adam Chatfield

4º – Balbi Jr

5º – Humberto Martin

2ª Bateria

Joaquim Rodrigues e Balbi Jr largaram juntos na ponta. Mas logo se tocaram e Balbi saiu da pista, voltando para a prova na 10ª colocação. Na confusão, Adam Chatfield assumiu a ponta e o português ficou na 2ª posição, seguido por Carlos Campano.

O espanhol aniversariante do dia estava andando em um ritmo mais forte e logo ultrapassou Joaquim Rodrigues, assumindo a 2ª colocação. Campano começou a pressionar Chatfield até que pulou para dianteira. O espanhol manteve a posição até o fim, para vencer mais uma bateria no dia.

Joaquim Rodrigues que havia terminado a prova em 3º foi penalizado pelo júri de prova em 30 segundos e caiu para a 6ª colocação.

Resultado:

1º – Carlos Campano

2º – Adam Chatfield

3º – Balbi Jr

4º – Cristopher Castro

5º – Humberto Martin

Somatória:

1º Carlos Campano

2º – Adam Chatfield

3º – Balbi Junior

4º – Joaquim Rodrigues

5º – Cristopher Castro

MX2

Depois de várias mudanças de posições nas 1ª e 2ª baterias, na categoria MX2, na 6ª Etapa do Brasileiro de Motocross, o português Paulo Alberto conquistou mais uma vez o lugar mais alto do pódio. Ele venceu as duas baterias e agora com o resultado somou 266 pontos e ampliou um pouco mais a diferença para o segundo colocado, o parceiro de equipe, Thales Vilardi (256).

“Na 1ª bateria não larguei muito bem e na 2ª foi difícil passar o Anderson Cidade. Mas, fiquei feliz com o resultado, consegui abrir um pouco a vantagem, isso é bom. Agora é continuar no mesmo ritmo”, destaca o campeão da prova e líder do Brasileiro, Paulo Alberto.

Foto: Kelson Rene/CBM

Thales Vilardi terminou em segundo lugar nas duas baterias e com o resultado permanece também na segunda posição no Campeonato. “A competição está bem disputada. Eu imprimi um bom ritmo na prova. Ainda tem duas etapas, acredito que dá para buscar a liderança”, aponta Thales.

Os cinco primeiros da MX2, na 6ª Etapa foram:

1º Paulo Alberto

2º Thales Vilardi

3º Marçal Muller

4º Anderson Cidade

5º Eduardo Lima

1ª Bateria

Thales Vilardi (27) largou na frente e o português Paulo Alberto (211) em segundo. Os dois travaram uma boa disputa e aos 16 minutos de prova, Paulo passou Thales e abriu diferença. Ao final o português terminou com 16 segundos de vantagem do companheiro de equipe, numeral 27.

Hector Assunção não largou bem, saiu quase em último mas fez uma boa prova de recuperação e terminou em décimo. Aos dois minutos de corrida o catarinense Anderson Cidade sofreu uma queda e foi para as últimas posições, mas também recuperou bem e terminou em sétimo.

Quem também travou bons pegas foi Dudu Lima (2). Primeiro com o piloto Fábio dos Santos, o Moranguinho, pela sexta posição. Aos 23 minutos os dois chegaram a se tocar na curva antes do arco de chegada, e ficaram praticamente sem diferença, mas logo Dudu passou e foi para cima de Gustavo Pessoa para brigar pela quinta posição. Aos 29 minutos, o numeral 2 consegue passar Gustavo, e aperta ainda mais o ritmo para tentar a quarta colocação. No final da prova, aos 31 minutos ultrapassa Anderson Amaral e termina em quarto.

Resultado da 1ª bateria:

Paulo Alberto

Thales Vilardi

Marçal Muller

Eduardo Lima

Anderson do Amaral

2ª Bateria

Mais uma vez Thales Vilardi larga na frente. Anderson Cidade (20) que não tinha se dado bem na 1ª bateria, saiu em segundo, e Paulo Alberto em terceiro.  Aos 16 minutos de prova esses três pilotos iniciaram uma grande disputa. Cidade tirou cerca de cinco segundos de diferença e chegou perto de Thales, mas logo em seguida foi Paulo Alberto quem pressionou o numeral 20, e acabou fazendo uma bela ultrapassagem.

Na sequência, aos 25 minutos, o português avança para cima de Thales e acaba assumindo a primeira posição, em uma ultrapassagem incrível na curva antes do arco de chegada. Aproveitando o momento, Cidade aperta e tentar passar Thales, mas acabou terminando em terceiro.

Dudu Lima que conquistou boas posições na 1ª bateria, largou em sétimo e passou na linha de chegada em quinto. “Eu esperava um pouco mais. Na primeira bateria eu fiz muita força e nesta segunda eu larguei cansado, mas agora é treinar mais para a próxima”, ressalta Dudu.

Resultado da 2ª bateria:

Paulo Alberto

Thales Vilardi

Anderson Cidade

Hector Assunção

Dudu Lima

MX3

Mais líder do que nunca. Milton Becker, o Chumbinho, voltou a vencer pela MX3 durante a 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, realizada neste fim de semana no motódromo Marronzinho – João Paulino da Silva Junior, em São José (SC).

Chumbinho chegou a 147 pontos na Temporada 2013 e ampliou a vantagem para o 2º colocado Erivelto Nicoladelli, que possui 113 pontos, 34 a menos que o líder da competição. “Não gosto muito de ficar olhando números e de fazer contas. Mas não tem como fugir muito da matemática. Vou continuar correndo para vencer”, conta o piloto.

Chumbinho se mantém na liderança                                                                                       Foto: Kelson Rene/CBM

O piloto de #2 largou mal, mas logo fez uma prova de recuperação. Antes de completar a primeira volta, Chumbinho já era o 3º colocado. Com um ritmo mais intenso, o piloto conseguiu boas ultrapassagens sobre Erivelto Nicoladelli e Richard Gabriel. “Eu dei uma desconcentrada na reta de largada. Depois tive que impor ritmo e manter a calma para buscar as linhas da pista mais apropriadas para não sofrer com o desgaste físico”, explica.

No fim da prova Richard Gabriel ainda tentou pressionar Chumbinho, mas já não dava mais tempo. Quem conseguiu uma importante ultrapassagem foi Mariana Balbi. A piloto passou a frente de Davis Guimarães e assumiu a quarta colocação da prova.

Milton Becker que é o atual campeão da categoria, agora está ainda mais perto de manter título com essa vitória em casa. “Sou catarinense e adoro correr aqui. O público vem, prestigia e te empurra mesmo. É um verdadeiro show”, ressalta.

Resultado:

1º – Milton Becker

2º – Richard Gabriel

3º – Erivelto Nicoladelli

4º- Mariana Balbi

5º – Davis Guimarães

Júnior

O piloto Enzo Lopes (16) conquistou mais uma vitória durante o Campeonato Brasileiro de Motocross. Nesta 6ª Etapa, em São José-SC, a emoção foi grande. Enzo e Ramyller Alves (822) travaram uma boa disputa no começo da disputa. O numeral 16 largou na frente, mas Ramyller logo fez uma ultrapassagem. Aos três minutos de prova Enzo passa e dá o troco, assumindo a primeira posição até o fim.

“No começo da prova foi difícil. O Ramyller e eu nos tocamos umas duas vezes. Mas consegui terminar em primeiro, era meu objetivo. Agora é continuar treinando”, destaca Enzo Lopes. O piloto agora soma 122 pontos no Brasileiro, e segue com 24 pontos de diferença para o segundo colocado no Campeonato, Kioman de Jesus (98 pontos).

Durante a prova Kioman largou em terceiro, mas aos dez minutos foi para cima de Ramyller e assumiu a segunda posição. O numeral 822 ainda acabou sendo pressionado por Leonardo de Souza, aos 19 minutos, mas Ramyller terminou a prova em terceiro.

enzo

Confira os cinco primeiros na Junior, nesta 6ª Etapa:

1º Enzo Lopes

2º Kioman de Jesus

3º Ramyller Alves

4º Leonardo de Souza

5º Yuri Chantin

MXF

Mariana Balbi permanece líder na MXF do Brasileiro de Motocross. A piloto venceu a prova deste sábado, 15, durante a 6ª etapa da Competição realizada neste fim de semana em São José (SC).

Mariana venceu mais uma na MXF                                                                                                                            Foto: Kelson/CBM

50cc A e B

A piloto chegou a 50 pontos e se manteve na ponta da classificação. Mariana Balbi ainda ampliou a vantagem para a 2ª colocada Stefany Serrão, que agora está a oito pontos da liderança. “É uma emoção muito grande vencer. Foi um dia muito especial porque eu consegui subir no lugar mais alto do pódio”, afirma Mariana.

A disputa é na tabela pela liderança e também dentro da pista. Setefany Serrão largou na frente, seguido por Maiara Basso e Mariana Balbi. A líder da competição logo ultrapassou Maiara e partiu para cima de Stefany. A briga pela ponta da prova ficou emocionante, mas as duas acabaram caindo. “Nos enrolamos em uma curva e acabamos caindo. Graças a Deus consegui levantar rápido e assumir a liderança da prova”, explica Mariana.

Já Stefany Serrão não teve a mesma sorte. A piloto demorou muito para levantar e perdeu posições. Enquanto isso Brunna  Bartz aproveitou para fazer a ultrapassagem sobre Maiara Basso e assumiu a segunda colocação da prova.

Stefany Serrão que iniciou uma prova de recuperação após a queda, deu emoção a prova na reta final. Na última volta conseguiu ultrapassar Maiara Basso e ficar com a 3ª posição. Serrão segue na 2ª colocação da classificação geral da competição

A categoria é disputada em quatro das oito etapas do Campeonato Brasileiro de Motocross. Com esta já foram duas. Agora os pilotos vão encaram as etapas de Foz do Iguaçu (PR) e Senador Canedo (GO).

Foto: Kelson Rene/CBM

Resultado:

1º – Mariana Balbi

2º – Brunna Bartz Humeniuk

3º – Stefany G. Serrao

4º – Maiara Basso

5º – Raissa Alves

Os garotos que correram na categoria 50cc mais uma vez fizeram bonito e mostraram toda a garra dentro de pista durante a 6ª Etapa do Campeonato Brasileiro, em São José-SC. Mesmo muito pequenos, entre 5 e 9 anos eles mostram que para correr bem a idade não importa.

Gabriel ganhou na 50cc B                                                                                                                                Foto: Kelson Rene/ CBM

Foram 26 pilotos nas duas categorias, na A e a B. Luiz Eduardo Martins, da categoria B largou na frente na prova, mas acabou terminando em 12º. Quem se deu bem foi Gabriel Andrigo que saiu em segundo e logo assumiu a primeira posição até o fim da disputa. Mas, o piloto Diogo Moreira deu trabalho para Gabriel. Os dois até chegaram a fazer o mesmo tempo de volta mais rápida. Nos últimos minutos Diogo acelerou mais e quase passou, mas não deu para ele, e terminou em segundo.

A primeira Etapa da categoria 50cc foi em abril deste ano em Carlos Barbosa-RS. Esta prova em São José, marca a segunda etapa da categoria no Brasileiro deste ano. No Rio Grande do Sul Gabriel Andrigo chegou em primeiro. Agora repetiu o feito, e pretende se manter na frente.

“Eu vou tentar faturar todas as provas e ser campeão invicto. Estou treinando bastante para isso. E vou treinais ainda mais para as próximas etapas”, comenta Gabriel.

50cc A

1º CRISTYAN RIAN ECKHARDT

2º RAFAEL BECKER

3º MARLON LAZARETTI

4º LEANDRO PEREIRA DE SOUZA JUNIOR

5º BRAYAN HENRIQUE DA CU

50cc B

1º GABRIEL BOHRER ANDRIGO

2º DIOGO MOREIRA NASCIMENTO

3º VICTOR KAUE FRONZA

4º RODOLFO BICALHO

5º MATEUS FORGHIERI

Anúncios