Chumbinho vence na MX3 e Leonardo Nunes leva a melhor na 65cc

5

A primeira categoria a iniciar a disputa da 2ª Etapa do Brasileiro de Motocross, neste sábado 25, foi a MX3.  E mais uma vez quem chegou à frente foi Milton Becker, o Chumbinho, com uma diferença de quase 22 segundos do vice-colocado, Erivelto Donizete. Chumbinho também venceu na 1ª Etapa, em Carlos Barbosa (RS), em abril. “O que eu quero é continuar correndo. Eu faço isso por diversão, é o que eu mais gosto. Nem me importo tanto com a colocação, mas a vitória também é muito boa”, destaca o piloto #2.

Chumbinho conseguiu o bom resultado mesmo sem estar 100%. Depois da Etapa de Carlos Barbosa ele rompeu um músculo do pescoço, em uma etapa do regional, e ainda não está recuperado. “Foi uma prova bem difícil para mim, já que tenho trabalhado muito, principalmente fora da pista, com médicos para me recuperar totalmente”.

Prova

Ademir Todeschini foi quem largou na frente, mas acabou terminando a prova em sexto lugar. Davis Guimarães foi outro que largou bem, mas não teve tanta sorte. Em Carlos Barbosa, o piloto perdeu a terceira marcha durante a prova. Nesta etapa sofreu uma queda e acabou demorando para ligar a moto e abandonou a disputa. Willian Guimarães que também estava em boa posição, chegou a ficar em segundo aos 12 minutos, sofreu uma queda e deixou a prova.

6

Chumbinho que garantiu a primeira colocação saiu em terceiro, mas logo conquistou a liderança da prova. Erivelto Donizete ficou em segundo, Wolney Ferreira em terceiro e depois de uma prova de recuperação Mariana Balbi terminou em quarto. Ela começou bem, mas foi perdendo posição. Estava em sétimo quando começou a recuperar novamente. E nos minutos finais de prova Walter Tardin passa Ademir Todeschine, e fica em quinto.

65cc

3

Nessa categoria, os jovens pilotos mostraram porque são o futuro do motociclismo brasileiro. Mas os pequenos encontraram dificuldades no traçado. Por isso, as quedas foram inevitáveis.

Durante boa parte da prova, um pelotão formado por quatro competidores andaram na frente. Mas Leo Nunes que fez o holeshot conseguiu ter melhor desempenho e abriu vantagem para conquistar a sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro de Motocross e assumir a ponta da  classificação. “Consegui uma largada muito boa. No começo ainda fui pressionado, mas quando consegui abrir uma vantagem fiquei mais tranquilo e só administrei até o final”, explica.

Leo Cassarotti que venceu a primeira etapa e ocupava a liderança do Campeonato sentiu dores e abandonou a prova. “Sofri uma queda treinando para essa etapa e logo no comecinho da prova eu cai e senti dores, por isso decidi abandonar a disputa”, ressalta.

Apesar da etapa ter custado a Cassarotti a liderança  da competição,  o piloto fez questão de entregar a premiação ao  colega vencedor da prova Leo Nunes. “Esse é o espírito esportivo.  Ele é meu amigo e fiquei feliz pela vitória dele”, declara Cassarotti.

26/05 – Domingo

Warm-up

9h – MX1 (15min)

9h30 – JUNIOR (15min)

10h – MX2 (15min)

11h –  Abertura Oficial

Provas

11h40 – MX1 /1ªbat (30min + 2 voltas)

12h40 – MX2 /1ªbat (30min + 2 voltas)

14h – MX1 – 2ªbat. (30min + 2 voltas)

15h  – JUNIOR  (20min + 2 voltas)

15h40 – MX2 /2ªbat  (30min + 2 voltas)

Anúncios